Louremar no Facebook Louremar no Twitter
NOTÍCIAS
< Voltar
Ação de agiotas e insegurança motivam Roberto Costa a pedir reforço federal para Bacabal
Publicada em 24/10/2018 às 11:33:46

A eleição suplementar que vai eleger o novo prefeito de Bacabal pode estar ameaçada em sua lisura. É isso que apontou o deputado estadual Roberto Costa no ofício que encaminhou ao desembargador Ricardo Duailibe, presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TSE).

O fato não é novidade para os bacabalenses que verificaram o aumento no clima de tensão no município com a proximidade do dia 28 de outubro, data da eleição suplementar.

Todos os dias, em grupos de whatasapp, redes sociais e na própria imprensa, há notíciais sobre grupos realizando compra de votos na periferia e em povoados. Também há diversas notícias de casas que estão sendo ocupadas por grupos de homens que chegaram de uma hora para outra.

Aliados de Cesar Brito garantem que o Governo vai interferir

A constatação dessa realidade é que leva os cidadãos a suspeitarem de que o pleito está ameaçado. Para piorar a situação aliados do candidato César Brito, apoiado pelo governador Flávio Dino, garantem aos quatro cantos da cidade que o Governo está empenhado na eleição e que inclusive usaria as forças politicias para alcançar tal objetivo.

Roberto Costa juntou notícias das últimas ocorrências policiais

Informa a assessoria do deputado Roberto Costa que o parlamentar anexou ao documento diversas cópias de notícias dando conta do aumento da criminalidade na cidade, com a proximidade do pleito. Ele pede a presença de agentes da Justiça Eleitoral e tropas federais para garantir a tranquilidade dos eleitores.

“Infelizmente, com a proximidade do Pleito Suplementar na cidade de Bacabal, constata-se, corriqueiramente, que a maior cidade da região do Médio Mearim virou verdadeiro ‘barril de pólvora’ prestes a explodir; ameaçando não só a segurança das eleições de 2018, quanto os eleitores e candidatos”, destacou o emedebista.

Costa acrescenta que há denúncias de máfias atuando no município, “levando terror” a eleitores. Ele aponta, ainda, a suposta ação de agiotas.

“Já é de amplo conhecimento no Município a atuação de agiotas e organizações criminosas que, literalmente, ‘peitam’ a força policial, a Justiça e o Estado Constitucional - abusando, inclusive, de poderio capaz de desequilibrar a isonomia das eleições”, ressaltou.

Compartilhe Compartilhe:
Imprimir:  Ação de agiotas e insegurança motivam Roberto Costa a pedir reforço federal para Bacabal Voltar Ir para o Topo RSS
Comentários
0 comentário
    DEIXE SEU COMENTÁRIO
    campos marcados com * so de preenchimento obrigatrio!
     
     
      Louremar no Facebook
      Estatísticas de acesso
    » Usuários on-line: 12
    » Notícias lidas hoje: 815
    » Notícias lidas ontem: 694
    » Total de Visitas: 7405884
    © Copyright 2013 - Louremar Fernandes